Como combinar vinho e comida

Para combinar vinho e comida, você precisa saber algumas regras básicas:

  • Não sirva muitos vinhos diferentes (de 1 a 5 vinhos é suficiente)
  • Encontre um equilíbrio entre a intensidade do prato e a intensidade do vinho.
  • Evite os ingredientes inimigos do vinho, como alho, vinagres ou amargos, etc.

Existem muitas combinações e é difícil definir receitas estritas para combinar vinho com comida. No entanto, existem combinações que podemos recomendar para cada tipo de alimento.

Comidas e tipos de vinhos

Entradas

Espumantes e branco fresco: Sauvignon Blanc, Pinot Grigio, Chardonnay fresco, Chablis, Bordeaux Branco.

Saladas e pratos à base de vegetais

Branco leve e frutado: Sauvignon Blanc, Pinot Grigio, Chardonnay fresco, Chablis, Bordeaux Branco e Rosé.

Frios – patês – antipastos

Branco fresco: Sauvignon Blanc, Pinot Grigio, Chardonnay fresco, Chablis, Bordeaux branco, rosé e Tinto: Gamay / Beaujolais, Pinot Noir, Bordeaux leve, Sangiovese.

Peixe e frutos do mar grelhados

Espumante Branco leve: Sauvignon Blanc, Pinot Grigio, Chardonnay fresco, Chablis, Bordeaux Branco.

Peixe e frutos do mar com creme ou molho

Champagne Branco seco intenso: Chardonnay com envelhecimento, Viognier.

Marisco cru / sushi

Branco fresco e leve: Sauvignon Blanc, Pinot Grigio, Chardonnay fresco, Chablis, Bordeaux Branco e Rosé.

Carnes brancas (frango, carne, porco, peru)

Brancos médios a encorpados: Bordeaux Bordeaux, Chardonnay, Viognier Tintos frutados leves ou médios: Gamay / Beaujolais, Pinot Noir, Sangiovese, Young Merlot, Young Malbec, Carménère.

Comida asiática e picante

Brancos aromáticos: Torrontes, Viognier, Riesling, Gewurztraminer, alguns Sauvignon Blanc e Chardonnay. Rosés frescos e frutados: Gamay / Beaujolais, Pinot Noir, Merlot e jovem Malbec. Alguns tintos mais intensos com frutas maduras e taninos redondos: Syrah, Malbec.

Carnes vermelhas

Tintos de corpo médio ou intenso e estruturado: Cabernet Sauvignon, Merlot, Malbec, Syrah, Carménère, Pinot Noir, Bordéus, Tempranillo.

Carne de caça

Tintos intensos e estruturados: Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, Bordeaux, Châteauneuf du Pape.

Massas e arroz à base de molhos brancos e / ou frutos do mar

Brancos de corpo médio ou intenso: Bordeaux White, Chardonnay, Viognier.

Massas e arroz à base de molhos vermelhos e / ou carne

Tintos frutados, leves ou de corpo médio: Gamay / Beaujolais, Pinot Noir, Sangiovese, jovem Merlot, jovem Malbec, Carménère, Tempranillo.

Queijos frescos

Espumante e branco fresco: Sauvignon Blanc, Pinot Grigio, Chardonnay fresco, Chablis, Bordeaux Branco e Vinho Rosé.

Queijos maduros

Tintos intensos e estruturados: Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, Bordeaux.

Queijos azuis

Vinho doce.

Sobremesas

Vinho espumante Demi-sec e vinho doce.

Chocolate

Tintos doces: Porto, alguns tintos secos.

Também é interessante considerar as harmonizações regionais: por tradição, os vinhos e pratos da mesma região combinam perfeitamente. Existem inúmeros exemplos em particular na França, Itália, Espanha. 

Alguns exemplos: Queijo Roquefort com Sauternes, Queijo de Cabra com Sauvignon Blanc del Loire, Boeuf Bourguignon com Pinot Noir de Borgona, Macarrão com molho de tomate com Sangiovese.

Deisi Remus
Um sagitariana legítima e louca por gatos. Formada em Moda e adora escrever sobre as principais tendências e lançamentos de beleza. Saiu de Porto Alegre para encarar novos desafios em São Paulo.
Post criado 39

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo