Por que a garrafa de vinho tem 750 ml?

Por que a garrafa de vinho tem 750 ml?

Por que a garrafa de vinho tem 750 ml? Normalmente não nos importamos muito com a garrafa do vinho que vamos tomar, mas a garrafa realmente diz muito sobre o vinho que estamos bebendo. Sabendo da sua importância, hoje queremos esclarecer a clássica garrafa de vinho, em particular, a sua capacidade.

Num mundo dominado por números redondos, as garrafas de vinho são as únicas com capacidade para 750 ml. Por que é isso? Por que uma garrafa de vinho não contém um litro inteiro?

Teorias sobre a origem da garrafa de vinho de 750ml

A verdade é que não sabemos muito bem de onde vem a padronização da capacidade das garrafas. O que sabemos é que tem sido assim desde 1970, quando foi celebrado um acordo europeu. Depois disso, outros países aderiram a este acordo e a medida padronizada de uma garrafa de vinho foi fixada no volume de 75 cl (750ml). Antes disso, as medidas eram muito diferentes: 70 cl., 80 cl., até 73 cl … vamos mergulhar nas origens desta medida embora não haja consenso sobre qual é a verdade:

Leitura recomendada: 15 curiosidades sobre o vinho

Origem Romana

Uma teoria sobre a origem das garrafas de vinho remonta ao tempo dos romanos. Apesar de não usarem vidro como vasos, eles usavam o que chamavam de acetábulo, um pequeno vaso de cerca de 270 ml. Costumava ser a quantidade de consumo diário de um soldado romano naquela época. Outra teoria e talvez a mais aceita vem da Europa medieval. Naquela época, a medida mais aceita no comércio internacional era o galão inglês. Uma garrafa de 750 ml equivale a um quinto de galão, um volume perfeito para transporte, pois ficavam perfeitamente alinhados.

A quantidade de vinho consumida na hora das refeições

Ao investigar a origem das garrafas de 750 ml, outra das teorias era que a quantidade era equivalente ao que uma pessoa costumava consumir durante o jantar. E vale lembrar que antigamente era mais seguro tomar vinho do que água. É verdade que o vinho tem propriedades benéficas para a saúde, no entanto, deve ser consumido com moderação.

O pulmão humano como padrão

A criação de garrafas era um processo artesanal até poder ser industrializada no século XVIII. Durante o processo, a etapa mais crucial ocorreu no sopro, que foi criar e moldar o espaço onde o vinho seria armazenado. Esta fase foi feita soprando continuamente, e como resultado você acabou com uma capacidade entre 70 e 80 cl. Assim, a verdadeira origem da garrafa de vinho atual não é bem conhecida. De qualquer forma, a sua padronização foi realizada e provou ser uma medida de muito sucesso, pois está sendo vista como a quantidade perfeita para um casal adulto. Uma curiosidade que faz do vinho uma bebida ainda mais especial.

Deisi Remus
Um sagitariana legítima e louca por gatos. Formada em Moda e adora escrever sobre as principais tendências e lançamentos de beleza. Saiu de Porto Alegre para encarar novos desafios em São Paulo.
Post criado 74

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo