Dicionário do Vinho: Os principais termos usados no mundo dos vinhos

O mundo dos vinhos é repleto de termos específicos. Eles são usados tanto para análise de vinhos, quanto para o nome de algumas variantes da bebida.

Conheça os principais termos usados no universo dos vinhos:

A

Abocado
Vinho algo doce.

Acidez
Diferentes tipos de ácidos compõem a acidez de um vinho, como o tartárico, cítrico, málico, láctico, succínico e acético. É um dos compostos mais importantes do vinho.

Acídulo
Vinho com acidez elevada. Ácido.

Açúcar residual
Açúcar que fica no vinho depois da fermentação alcoólica. Segundo a quantidade desses açúcares pode dar origem a vinhos doces.Todos os vinhos tem ao menos algo de açúcares não fermentáveis.

Adstringente
Sensação de aspereza e secura detectada na boca, língua e paladar produzido pelo alto conteúdo de taninos.

Agressivo
Muito tânico, ácido e/ou alcoólico.

Agulha
Ligeira efervescência.

Agustia
Alteração ou falta de percepção das sensações gustativas.

Álcool
Produto da transformação dos açúcares contidos na uva mediante a ação de leveduras (fermentação alcoólica). O principal é o álcool etílico.

Amadeirado
Vinho que teve amadurecimento em barricas ou tonéis de carvalho.

Amadurecimento
Termo utilizado para definir o processo de maturação ou envelhecimento dos vinhos em barricas e/ou nas garrafas.

Amargo
É um dos componentes do gosto. Se a sensação de amargor for intensa é um defeito.

Amável
Levemente doce, apenas perceptível.

Ampelografia
Ciência que estuda a vinha. Classifica as diferentes variedades de cepas.

Amplo
Que tem uma gama de aromas e sabores muito ampla.

Anidrido sulforoso (SO2)

Antisséptico e antioxidante utilizado geralmente em quase todo o processo de elaboração dos vinhos.

Antocianos ou Antocianinas
Pigmentos responsáveis pela maior parte da cor dos vinhos tintos. Geralmente se encontram na casca ou pele da uva.

Apagado
Vinho com aromas quase imperceptíveis.

Aromático
Vinhos de intensa expressão aromática.

Austero
Vinho duro com níveis elevados de taninos e acidez. Necessita de tempo para amadurecer.

Aveludado
Vinho de textura sedosa, suave, que acaricia ao paladar. Muito equilibrado.

Avinagrado
Alteração de um vinho, produzindo aumento do ácido acético. Aumento de acidez volátil por oxidação.

B

Bagaço
Resto das uvas depois de serem prensadas para extrair o mosto.

Bago
Cada um dos grãos que compõem o cacho. Está composto de pele ou casca, polpa e sementes.

Barrica
Pequeno barril, geralmente produzido com carvalho francês ou americano de 225 litros de capacidade onde são colocados os vinhos para amadurecimento. A capacidade pode variar segundo a região produtora, como também, o tipo de carvalho.

Barricado
Vinho com elaboração e/ou amadurecimento em barricas.

Blanc de blancs
Vinho branco elaborado a partir de uvas brancas. Esta denominação geralmente é utilizada para vinhos espumantes como Champagne.

Blanc de Noir
Vinho branco elaborado a partir de uvas tintas. Prática muito utilizada na elaboração dos vinhos espumantes.

Blend
Vinho elaborado com dois ou mais tipos de uvas. Corte, assemblage.

Bodega
Significa vinícola em espanhol.

Botrytis Cinerea
Tipo de fungo que ataca as uvas produzindo podridão. Em alguns lugares, como Sauternes na França, tem efeito benéfico, produzindo a chamada “podridão Nobre”. Também pode produzir a “podridão cinza” a qual é maléfica para as uvas.

Botrytizado
Vinhos produzidos com uvas atacadas pelo fungo Botrytis Cinerea. As uvas concentram alto conteúdo de açúcares e dão origem a grandes vinhos doces, geralmente brancos.

Bouchonné
Palavra derivada do termo em francês bouchon que significa rolha. É utilizada para definir a alteração de um vinho, produzida geralmente por uma rolha contaminada. Apresenta odor de mofo, bastante intenso e comumente se diz que o vinho tem cheiro ou gosto de rolha.

Bouquet ou Buquê
Aroma complexo que se produz durante o amadurecimento e/ou envelhecimento em barricas ou tonéis de carvalho e em garrafas.

Brilhante
Impressão visual que produz um vinho de boa limpidez, com reflexos cristalinos.

Brut
Classificação outorgada geralmente aos vinhos espumantes. É um espumante relativamente seco, embora contenha algo de açúcar. Um Champagne brut pode ter até 12g de açúcar/litro.

C

Cantina
Significa vinícola em Italiano.

Caráter
Vinho com personalidade e potência, que se diferencia dos outros e impressiona ao paladar deixando um bom retrogosto.

Carnoso
Diz-se do vinho consistente, volumoso e estruturado, que dá sensação de plenitude na boca.

Carvalho
É o tipo de madeira mais utilizada para a construção de barricas e tonéis. Carvalho francês e americano são os mais empregados. Alguns países da Europa do leste também são bons fornecedores desta madeira.

Cava
Denominação de origem para alguns vinhos espumantes da Espanha. São elaborados com o método tradicional.

Chaptalização
Adição de açúcar ao mosto no processo de fermentação para obter maior graduação alcoólica. Somente é permitido em alguns países, quando a uva não consegue amadurecer corretamente e ter suficiente açúcar para atingir a graduação alcoólica necessária.

Chateau
Literalmente significa castelo. Termo muito utilizado na frança para importantes propriedades vinícolas.

Colheita
Igual que vindima. Ato de colher as uvas. Também identifica o ano na qual foi realizada a vindima.

Colheita tardia
Prática utilizada para elaborar vinhos doces. As uvas são colhidas tardiamente, ou seja, sobre-amadurecidas, concentrando assim, maior quantidade de açúcares. Parte desses açúcares se transforma em álcool, mediante a fermentação, e o resto fica no vinho tornando-o doce.

Complexo
Vinho com ampla gama de sensações olfativas e gustativas, em equilíbrio.

Corpo
Sensação de peso, volume e plenitude em boca. O corpo do vinho resulta do teor alcoólico, extrato seco e outros componentes.

Corte
Combinação de vinhos de diferentes uvas, regiões ou estilos, etc. Blend, assemblage.

Crémant
Vinho espumante francês elaborado com o método tradicional. Tem menos pressão que um Champagne.

Crianza
Em espanhol significa amadurecimento. Na Espanha designa aos vinhos com 2 anos de envelhecimento, dos quais 6 meses no mínimo, devem ser em barricas.

Cru
Termo francês utilizado geralmente para definir um vinhedo de alta qualidade.

Curto
Vinho com pouca persistência em boca.

Cuvée
Em Champagne é o mosto de primeira prensa, com o qual é elaborado o vinho base.

D

Decantação
Ação de transferir um vinho com sedimentos da garrafa para um decanter a fim de separar o líquido do sólido. Também é realizada para oxigenar vinhos tintos jovens encorpados, algo tânicos e/ou fechados aromaticamente.

Decanter
Recipiente de cristal ou vidro utilizado para decantar vinhos que possuem sedimentos ou precisam de aeração.

Decrépito
Vinho no fim de sua vida útil, que perdeu todas as suas características com o tempo. Vinho velho.

Degustação
Provar um vinho com atenção, utilizando nossos sentidos, sobretudo, a visão, olfato, gosto e tato, a fim de analisá-lo, descrevê-lo e qualificá-lo, como também constatar o grau de satisfação percebido.

Denominação de Origem
Nome que identifica um produto de uma região, localidade ou área determinada. O produto tem características únicas e diferenciadas, as quais se devem ao meio geográfico (terroir).

Desarmônico
Vinho sem harmonia entre seus componentes. Que possui arestas, algum de seus componentes sobressai, pode ser o álcool, tanino ou acidez entre outros. Desequilibrado.

Desequilibrado
Igual que desarmônico.

Duro
Vinho com excesso de adstringência e acidez. Pode melhorar com o tempo.

E

Eiswen
Palavra alemã para classificar vinhos produzidos com uvas congeladas. Vinho de gelo.

Elegante
Excelentemente harmônico, delicado e sutil. Que tem classe e fineza. Uma das grandes qualidades que pode ter um vinho.

Encorpado
Que tem muito corpo. Estruturado, potente.

Enologia
Ciência que estuda o vinho.

Enólogo
Profissional da enologia, responsável pela produção de vinhos.

Envelhecimento
Termo utilizado para definir o processo de maturação dos vinhos em barricas e/ou nas garrafas.

Equilibrado
Que apresenta harmonia entre seus componentes, como os açúcares, ácidos, taninos e álcool. Harmônico, balanceado.

Especiarias
Que tem aromas y sabores de especiarias como pimenta, canela, cravo, etc.

Estrutura
Qualidade que resulta do extrato seco, teor alcoólico e outros componentes do vinho.

Evoluído
Vinho maduro, com certo tempo de vida, no qual desenvolveu matizes diferentes ao de sua juventude.

Extra brut
Classificação outorgada aos vinhos espumantes segundo o seu conteúdo de açúcar. É um espumante seco, embora contenha algo de açúcar. Um Champagne extra brut pode ter até 6g de açúcar/litro.

F

Fechado
Vinho recém aberto que não demonstra ainda as suas características aromáticas e de sabor. Precisa de tempo e aeração para mostrar-se.

Fermentação alcoólica
Transformação dos açúcares contidos no mosto em álcool, dióxido de carbono e outros compostos.

Fermentação Maloláctica
Fermentação secundária que transforma o ácido málico em ácido láctico, o qual é mais suave. É realizada nos vinhos tintos e em alguns brancos.

Filoxera
Inseto (pulgão) que ataca as raízes das videiras do gênero vitis viníferas. Pode ocasionar a morte das plantas em pouco tempo. Não causa dano às videiras americanas, como a Vitis rupestris, labruscas, etc.

Finca
Termo espanhol que significa propriedade agrícola.

Floral
Que tem aromas de flores.

Fortificado
Vinho com acréscimo de aguardente vínica, como o Porto, Madeira e outros.

Fresco
Este termo utiliza-se muito para descrever a boa acidez do vinho branco e do espumante, a qual é responsável pela sensação de frescura.

Frisante
Efervescente, levemente espumante, bem menos que um Champagne.

Frutado
Com aromas e sabores de frutas, muito comum em vinhos jovens. Podem ser encontrados uma ampla gama de aromas, os quais dependem da variedade de uva.

G

Garrafeira
Em Portugal, designa a vinhos de maior qualidade com envelhecimento em barris de carvalho.

Generoso
Vinho com alto teor alcoólico.

Grand Cru
Na frança designa a um vinhedo de alta qualidade.

Grand Vin
(França) Excelente vinho, o melhor de uma vinícola.

H

Harmônico
Que apresenta harmonia entre seus componentes, como os açúcares, ácidos, taninos e álcool. Equilibrado, balanceado.

Herbáceo
Com aromas e sabores de ervas e outros vegetais.

I

Ice wine
Vinhos produzidos com uvas congeladas. Vinho de gelo. Igual que Eiswein.

IGT
Indicazione Geográfica Típica. Classificação para vinhos italianos.

Intensidade
Escala que mede a quantidade de aroma, sabor e cor de um vinho.

J

Jerez
Vinho fortificado espanhol da região de Jerez. Denominação de origem.

Jeroboam
Nome que designa a garrafa de 3 litros.

Jovem
Qualquer tipo de vinho leve, fresco e frutado sem potencial de guarda. Precisam ser bebidos jovens. Este termo pode ser utilizado também para definir àqueles vinhos de guarda com falta de amadurecimento em garrafa para chegar a seu ponto ótimo de consumo.

K

Kabinet
Uma das classificações para vinhos da Alemanha.

L

Late harvest
Igual que colheita tardia.

Leve
Ligeiro, sem corpo, fácil de beber, com pouco álcool e extrato seco.

Levedura
Micro-organismo responsável pela transformação do açúcar contido no mosto em álcool, dióxido de carbono e outros compostos. Esse processo é chamado de fermentação alcoólica.

Licoroso
Vinho com alto teor alcoólico, geralmente doce.

Límpido
Limpo, transparente, sem partículas em suspensão ou sedimentos. Também sem aromas nem sabores estranhos. Em bom estado, sem defeitos.

Longo
Vinho de boa persistência em boca. Bom final de boca ou retrogosto.

M

Maceração
Contato do suco ou mosto da uva com a pele, para extrair cor, estrutura, aromas e outras substâncias.

Madeira
Vinho fortificado produzido na Ilha de Madeira em Portugal.

Maduro
Evoluído, com bom grau de amadurecimento. Momento ideal de consumo.

Magnum
Nome da garrafa de vinho com capacidade de 1500 ml (1,5 litros).

Magro
Diluído, sem caráter. Pobre em aromas e sabor.

Método champenoise
Método utilizado para produzir os vinhos espumantes de Champagne. A segunda fermentação ou tomada de espuma é realizada em garrafa. Fora da região de Champagne é denominado método tradicional ou clássico.

Método Charmat
Método utilizado para produzir vinhos espumantes. A segunda fermentação ou tomada de espuma é realizada em tanques de aço chamados de autoclaves.

Mistela
Bebida doce obtida a partir de um mosto de uvas não fermentadas com acréscimo de álcool vínico.

Mosto
Suco da uva obtido por prensagem, o qual será transformado em vinho mediante a fermentação alcoólica. No caso dos tintos o mosto é constituído pelo suco da uva e as partes sólidas como peles e sementes.

N

Négociant
Significa comerciante em francês. Pessoa ou empresa que geralmente compra vinhos de pequenos produtores para comercializá-los com seu nome.  Prática muito utilizada na Borgonha.

Neutro
Sem aromas nem sabores definidos.

Novo
Muito jovem. Vinho do mesmo ano da colheita.

O

Organoléptico/a
Tudo relacionado às percepções sensoriais como, visão, aromas, sabores e outros. Fala-se das características organolépticas de um vinho.

Oxidado
Vinho alterado pela ação do oxigênio que modifica significativamente suas qualidades aromáticas e gustativas, gerando sensações desagradáveis.

P

Passito
Na Itália, vinho produzido a partir de uvas passas, os quais podem ser doces ou secos.

Perlage
Termo derivado do francês que faz referência às formações das borbulhas em um vinho espumante.

Persistência
Sensações de aromas e sabores que permanecem em boca, logo após deglutir o vinho. Também chamado de retrogosto é um distintivo de qualidade.

Picado
Oxidado, avinagrado.

Porto
Vinho fortificado produzido na região do Douro em Portugal. É uma das denominações de origem mais antigas da vitivinicultura.

Premier Cru
Na França designa alguns dos melhores vinhedos.

Prosecco
Uva de origem italiana com a qual são elaborados os famosos espumantes italianos da região de Veneto que levam o mesmo nome.

Q

Qualitatswein Mit Prädikat (QmP)
Classificação alemã para vinhos de qualidade. Literalmente “vinho de qualidade com predicado”.

Quinta
Em Portugal designa uma propriedade agrícola.

R

Redondo
Equilibrado, balanceado e maduro. Apresenta harmonia entre todos seus componentes.

Retrogosto
É o gosto que permanece em boca, após deglutir o vinho. Persistência ou final de boca.

Roble
Palavra espanhola que significa carvalho.

Robusto
Encorpado, estruturado.

S

Safra
Ano da colheita das uvas e da produção do vinho.

Seco
Vinho sem conteúdo de açúcar perceptível.

Sedimento
Partículas sólidas que se acumulam no vinho, geralmente pelo envelhecimento.

Sekt
Vinho espumante alemão.

SO2
Anidrido sulfuro. Antisséptico e antioxidante que é adicionado na maioria dos vinhos.

Solera
Na Espanha, parte do sistema da elaboração e amadurecimento do vinho de Jerez.

Suave
Leve, ligeiro, agradável, macio. No Brasil utiliza-se também este termo para denominar a vinhos algo doce.

Sulfitagem
Adição de anidrido sulfuroso (SO2) no processo de elaboração de um vinho. Funciona como antisséptico e antioxidante.

T

Tânico
Com alto teor de taninos, o qual pode gerar adstringência.

Taninos
Compostos fenólicos, que provém, sobretudo das cascas e as sementes das uvas. São partes essenciais da estrutura e corpo dos vinhos tintos, ajudam na estabilidade da cor e em sua longevidade. São responsáveis pela adstringência que possuem alguns vinhos. As barricas também aportam taninos.

Terroir
Palavra de origem francesa que designa um conjunto de fatores, geográficos, climáticos, geológicos e biológicos entre outros, indispensáveis para o cultivo da videira e a elaboração de vinhos. Este conceito está relacionado com a personalidade, as características e a qualidade dos vinhos. Também existem fatores humanos, como conhecimento, filosofia de trabalho, etc.

Terroso
Características de aromas e sabores de terra em alguns vinhos.  Alguns podem ser considerados defeitos.

U

Untuoso
Viscoso, amplo e suave, que enche a boca.

V

Varietal
Vinho produzido somente com uma variedade de uva, que geralmente aparece escrita no rótulo. Pode conter alguma porcentagem de outras uvas segundo a legislação de cada região produtora.

Velho
Vinho muito envelhecido. Que não tem muito mais para oferecer.

Vin de Pays
Uma das classificações para os vinhos franceses, equivale a Vinho Regional (Portugal).

Vin de Table
Uma das classificações para os vinhos franceses, significa vinho de mesa.

Vindima
Colheita das uvas.

Vindima Tardia
Ver colheita tardia.

W

Wine
Vinho em inglês.

Wein
Vinho em alemão.

X

Xérès
Jerez.

X.O
Extra Old. Classificação máxima para Cognac (França), segundo o tempo de envelhecimento.

euamovinho
Um blog dedicado a todos que amam vinho! Se você se interessa por essa bebida sagrada, acompanhe sempre.
Post criado 228

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo